BLOG

Acompanhe nossos conteúdos

O Cadastro Único está sendo essencial em 2021! Saiba mais sobre a facilidade da importação desses cadastros dentro de um sistema

por | jun 26, 2021 | IDS Social

De acordo com informações oficiais do site do Governo Federal do Brasil, atualmente o Cadastro Único é um registro que permite ao governo saber com exatidão quem são e como vivem as famílias de baixa renda no país. 

Por isso é uma das operacionalizações mais importantes criadas pelo governo, com informações constantemente revisadas pelas prefeituras de forma gratuita.

E, para quem ainda possui dúvidas sobre quais são os programas que utilizam o CadÚnico, preparamos uma lista com os principais:

1º Programa Bolsa Família; 

2º Programa Tarifa Social de Energia Elétrica;

3º Isenção de Taxas em Concursos Públicos;

4º ID Jovem;

5º Carteira do Idoso;

6º Programa Minha Casa, Minha Vida;

7º Programa Bolsa Verde. 

É importante destacar que todos os programas possuem exigências diferentes. 

Mas o 1º passo para ser beneficiado é ter um Cadastro Único atualizado!

 

Fonte: Site do Governo Federal (https://www.gov.br/).

 

A importância do CadÚnico em qualquer realidade social e principalmente na atual em 2021!

 

Esse cadastro é imprescindível para a realidade socioeconômica das famílias de baixa renda, porque nele é possível extrair todas as informações do núcleo familiar, importantes para compor as características de como é o domicílio e quais seriam as formas de acesso a serviços públicos, que são essenciais para a vivência social dessas pessoas e por isso são destinados a cada membro da família pesquisada. 

Nesse contexto, o Cadastro Único é destaque não somente pela manutenção e entrega como no controle dos benefícios sociais, sendo além de tudo uma ferramenta de apoio à formulação e implementação de políticas públicas capazes de promover melhorias aos cidadãos mais necessitados. 

Em resumo: o (a) beneficiado (a) dos programas sociais, inscritos (as) no Cadastro Único podem receber os seus benefícios disponíveis no momento, de acordo com a sua realidade social atual.

Porém, com o cadastro feito e regularmente atualizado, muitos outros benefícios podem continuar sendo liberados assim que criados e implementados pelo governo! 

Um exemplo disso, foi a mudança que todos os cidadãos inscritos no CadÚnico sofreram desde 2019 e 2020 até hoje em 2021 na entrega do ‘Auxílio Emergencial’ que começou a ser liberado em consequência da pandemia e foi continuado, mas que ainda não existia no início de 2019. 

Isso quer dizer que os cidadãos inscritos no Cadastro Único são os primeiros da fila na espera e no recebimento do Auxílio Emergencial, por isso, é importante realizar o cadastro e ter a manutenção dos dados.

Para fazer parte desse e muitos outros programas! 

 

Agora, confira na tira: quais são os principais requisitos para ter o seu Cadastro Único

 

Embora, pode ser que você não esteja em nenhuma dessas situações, e, ainda assim, precise realizar esse cadastro para receber um serviço que exija o CadÚnico.

Nesse caso, o acesso pode ser realizado com o cadastro feito seguindo exigências diferentes. 

Fonte: Site do Governo Federal (https://www.gov.br/).

 

Otimização da situação cadastral com o CadÚnico por sistema, como isso ajuda ainda mais?

 

Compreendemos até aqui que manter uma atualização cadastral no CadÚnico é primordial para que o beneficiado (a) receba qualquer auxílio. 

Agora imagine quantas informações são necessárias para liberar todos esses benefícios? 

O sistema IDS Social já está alinhado com essas necessidades da Secretaria de Assistência Social e para garantir ainda mais assertividade, estamos sempre em busca de melhorias na implementação. 

Para maiores informações, solicite uma demonstração do IDS Social. 

E se você  quer saber mais agora, sobre como o IDS Social pode fazer especificamente para auxiliar nessas e outras demandas diárias da sua Secretaria de Assistência Social:

Acesse a nossa página dedicada a esta solução. 

Gostou do conteúdo?

Siga a IDS nas redes, para ficar sempre bem informado:

Facebook

Instagram

Linkedin

E não deixe de compartilhar nosso conteúdo semanal!