BLOG

Acompanhe nossos conteúdos

Cidades inteligentes: integração na gestão pública

por | maio 27, 2021 | IDS Social

Cidades inteligentes são um novo conceito de vida nos centros urbanos. Essa tendência começa nas metrópoles e se estende até as cidades com menos habitantes. Isso porque as soluções de gestão pública que essa ideia de “smart cities” propõe representam um avanço na qualidade de vida de todos os habitantes.

Neste post, vamos trazer mais sobre as cidades inteligentes e como seus processos podem ajudar a gestão pública a alcançar uma administração mais eficiente em prol da população. 

Além disso, saiba como a automatização e a utilização do BI na gestão pública com softwares como os da IDS podem ajudar no processo de transformação do seu município em uma cidade inteligente.

Confira:

O que são cidades inteligentes?

Cidades automatizadas: a importância da prefeitura investir em tecnologia

O IDS Cidadão é a chave para uma cidade inteligente

O que são cidades inteligentes?

Cidades inteligentes são um conceito de gestão que utiliza recursos tecnológicos para melhorar a qualidade de vida da população, além de fomentar o crescimento econômico atrelado à sustentabilidade ambiental.

Todos esses benefícios são fruto de um investimento constante em infraestrutura, e qualidade das necessidades básicas dos habitantes, como saúde, educação, segurança, limpeza e mobilidade urbana, buscando sempre as soluções mais inovadoras para alcançar os objetivos traçados.

Tornar os serviços melhores, significa torná-los mais eficientes. Afinal, a tecnologia veio para otimizar e agilizar processos que tradicionalmente são burocráticos, como cadastros, registros de documentos e afins. Dentro da lógica de gestão de serviços públicos, essa política é não somente muito conveniente, mas também necessária.

Alguns aspectos são considerados alicerces para uma cidade inteligente:

  • Economia

Um ponto muito característico das “smart cities” é o estímulo ao desenvolvimento econômico, sobretudo sob uma perspectiva atual, promovendo pequenos e médios negócios locais, além das startups e modelos de negócio geralmente voltados para a área de tecnologia.

  • Mobilidade

Este é um problema comum sobretudo nas grandes cidades. Ainda assim, mesmos os centros urbanos de médio porte sofrem com congestionamento. Além disso, há também as questões de mobilidade de cidades pequenas, que muitas vezes não possuem um sistema de transporte público bem estruturado. 

As cidades inteligentes procuram encontrar e estruturar bem soluções para implementações de melhorias nesta área, além de garantir que o sistema utilizado seja sustentável.

  • Governança

Este pilar toca em questões estratégicas para a gestão pública, como transparência e eficiência administrativa, consciência política e disponibilização de serviços sociais para a população.

  • Meio ambiente

Sustentabilidade ambiental é um tema essencial para o progresso das cidades inteligentes. 

Isso implica na escolha por um sistema de gestão de recursos naturais eficiente, que cuide de fatores como qualidade do ar, da água, do solo e implantação e preservação de áreas verdes. Junto a isso, o desenvolvimento da consciência ecológica da população.

  • Qualidade de vida

Cidades inteligentes focam no bem-estar social, garantindo saúde, acesso a cultura, segurança, educação, e até mesmo se preocupando com o potencial turístico da cidade.

  • Sociedade

A preocupação genuína com questões sociais é uma característica marcante das cidades inteligentes, que, por meio de índices e relatórios, consegue agir de maneira assertiva em prol da comunidade. A valorização da diversidade e da pluralidade étnica também se encaixam nesse aspecto.

Cidades automatizadas: a importância da prefeitura investir em tecnologiaCidades automatizadas: a importância da prefeitura investir em tecnologia

A automatização de processos dentro da prefeitura está sendo cada vez mais utilizada para auxiliar na administração dos serviços oferecidos pela gestão municipal. Com ela, as melhores soluções tecnológicas são utilizadas para otimizar o trabalho dos colaboradores e garantir um serviço eficiente para a população, e que também seja de fácil acesso.

Um exemplo: o aplicativo de saúde pública disponibilizado pelas prefeituras, muito útil durante o processo de vacinação contra o coronavírus. Muitas cidades inclusive usam seus aplicativos de saúde para que a população consiga agendar consultas pelo Sistema Único de Saúde.

A busca por esse tipo de solução está cada vez mais intensa pelos gestores municipais, graças às vantagens e benefícios que as práticas das cidades inteligentes apresentam, tanto para a administração pública quanto para a população. Conheça as principais:

  • Coleta e integração de informações

Obter informações essenciais para a gestão eficiente do município é uma tarefa que pode ser muito difícil sem a ajuda de ferramentas tecnológicas. As soluções da IDS foram desenvolvidas especialmente para auxiliar na obtenção de dados e na integração das informações com todo o sistema, impactando positivamente as tomadas de decisões e o gerenciamento dos serviços públicos.

  • Otimização de recursos públicos

Uma consequência da integração dos diferentes setores e informações é a otimização do uso de recursos públicos, uma vez que, com o resultado da coleta inteligente feita pelo sistema, a tendência é que a gestão dos mesmos seja feita de forma estratégica.

  • Menor impacto ambiental

Como dissemos anteriormente, a preocupação com o meio ambiente e a sustentabilidade é uma prioridade das cidades inteligentes. 

Uma gestão estratégica de recursos é a que também impacta minimamente o meio ambiente, contribuindo para o desenvolvimento social e econômico aliados à preservação da natureza. E isso é possível por consequência da integração de informações e otimização de recursos.

  • Maior humanização

Contar com um sistema de gestão automatizado na sua prefeitura significa melhorar significativamente as formas de contato dos cidadãos com os órgão de gestão pública, consequentemente seu relacionamento com a população. 

Isso permite que todas as ocorrências sejam atendidas propriamente, além de aproximar todas as pessoas envolvidas no processo, contribuindo para uma prestação de serviço humanizada.

Saiba mais sobre a importância da tecnologia no setor público conferindo o eBook:

IDS ESTARÁ NO CONGRESSO DE PREFEITOS EM FLORIANÓPOLIS

O IDS Cidadão é a chave para uma cidade inteligente

O Conceito aberto do IDS Cidadão integra todas as soluções utilizadas pela sua prefeitura municipal a fim de garantir que o gestor tenha acesso a dados importantes nos mapas estratégicos. 

Mas não é só isso. O cadastro único do cidadão agiliza e facilita o acesso a programas e serviços públicos, aumentando a satisfação dos moradores da sua cidade, frente a gestão pública realizada.

Essa ferramenta encontrada nos sistemas da IDS, assim como diversas outras funcionalidades tecnológicas operantes para áreas de saúde, educação e assistência social, estão voltadas para uma administração apta a gerenciar as necessidades do município da melhor forma possível.

O IDS Cidadão permite a integração das áreas de atendimento público municipal, com informações que são vinculadas a um acesso único dentro do sistema para serem analisadas e coordenadas para a melhor tomada de decisão.

Se você deseja que o seu município esteja alinhado com a perspectiva digital de uma cidade inteligente, comece pela automatização de processos para otimizar a gestão! Entre em contato conosco e veja como as soluções da IDS serão de grande ajuda nesse processo.

Entenda mais sobre o poder das soluções digitais para a satisfação dos cidadãos do seu município no eBook: