BLOG

Acompanhe nossos conteúdos

“Fala de Especialistas”: Plano de Desenvolvimento Individual – PDI, é essencial para o crescimento de colaboradores

por | jul 21, 2022 | Imprensa IDS

“Ana Paula Reolon, Líder de Gestão de Pessoas e Camila Câmara Cambruzzi, Business Partner de RH, falam sobre Plano de Desenvolvimento Individual – PDI para cada colaborador.”

 

“Na IDS sempre tivemos atenção ao realizar avaliações de desempenho, estudamos a parte comportamental e alinhamos objetivos juntamente com líderes e colaboradores, e quando sentimos a necessidade de unir um plano que envolvesse o técnico e o comportamental, começamos a trabalhar para ter o PDI.”

– Trechos de conversa com Ana Paula, relembrando como era no início da IDS.

 

 

 

“O PDI é um Plano de Desenvolvimento Individual, personalizado para cada colaborador, pensamos no técnico e comportamental que é individual para cada pessoa. Nesse plano, estão envolvidas três partes: a empresa, o líder e o colaborador para que juntos possam alinhar objetivos.”

– Trechos de conversa com Camila, explicando sobre como funciona o PDI. 

 

 

 

 

Ana Paula, conta detalhes sobre como está acontecendo o PDI dentro da IDS!

 

“Como melhorar a performance técnica e comportamental, por meio do PDI?” 

 

Ana, afirmou que primeiramente é necessário fazer uma análise situacional, para entender onde o colaborador se encontra hoje, quais são os seus pontos fortes e quais são os gaps a serem desenvolvidos. 

Por isso, com a contratação do sistema da Sólides (software para RH), o processo foi totalmente informatizado, com PDI em sistema. 

Com essa facilitação dos processos, em maio de 2022, realizamos a primeira avaliação de desempenho do ano. 

Posteriormente, os resultados foram enviados para os gestores diretos de cada setor, e agora em julho cada gestor apresentou o PDI de cada colaborador para que os objetivos fossem alinhados.

Esse primeiro PDI possui prazo para ser cumprido até outubro de 2022. 

 

“PDI de curto prazo para colaboradores” 

 

O Plano de Desenvolvimento Individual é um processo que tem como finalidade primária o desenvolvimento do colaborador. 

Um PDI de três meses (de curto prazo) aproxima e alinha os objetivos da empresa, gestores e colaboradores. 

Dessa forma, ao equilibrar o objetivo entre os três fatores, é possível fazer um PDI escolhendo o tempo de realização do plano. 

A IDS escolheu de curto prazo, pois em novembro de 2022 teremos outra avaliação de desempenho. 

O plano de curto prazo, é construído com o objetivo mais relevante (unindo empresa e colaborador) para o profissional no momento.

Assim, serão observados os interesses da empresa, mas também os desejos profissionais e pessoais do colaborador. 

Na IDS os gestores são responsáveis por fazer o PDI dos colaboradores do seu setor.

Na fala de Ana Paula, “Camila, vem para somar em todo o processo!”, auxiliando gestores e colaboradores na criação e depois execução do PDI.

 

Camila, fala mais sobre como ajuda gestores e colaboradores na construção do PDI! 

 

“O PDI organiza ideias, desejos e os transforma em planos de ação” 

 

Para a construção do PDI, na fala de Camila, é essencial conhecer a trajetória do profissional que está envolvido, bem como, saber de suas experiências e expectativas. 

Posteriormente, é preciso compreender junto com gestor e colaborador, pontos positivos e outros que precisam ser melhorados.

Nesse sentido, isso será um investimento da empresa em cada profissional e terá o comprometimento de todos. 

O Plano de Desenvolvimento Individual irá avaliar as soft skills e hard skills (ou seja, o comportamental e o técnico).

As competências que serão desenvolvidas em cada PDI são linkadas com as atividades feitas para atingir os objetivos. 

É natural que tenhamos vontade de desenvolver várias competências ao mesmo tempo.

Mas é preciso direcionar as energias, focando naquelas que são prioridade, de acordo com o contexto, para que seja possível alcançar resultados satisfatórios.

Por isso, um PDI pode ser feito primeiramente para desenvolver necessidades mais urgentes, e nos próximos aprimorar habilidades que já são bem desenvolvidas.

 

“Lembre: pequenas ações, inseridas no dia a dia de trabalho, já são efetivas!”

 

São exemplos de pequenas ações:

 

1) Envolver o colaborador em projetos que vão além do seu escopo de trabalho.

2) Definir experiências que ele deve ter em sua própria área ou em outra.

3) Benchmarking com outros profissionais.

4) Leitura de livros. 

5) Realizar cursos ou treinamentos on-line. 

 

Lembrando sempre que: se desenvolver e evoluir é algo incrível, isso nos tira da zona de conforto.

E aumenta nossa confiança, além de melhorar inclusive como somos percebidos por outras pessoas.

Por isso, é importante termos uma estrutura de aprendizagem e desenvolvimento contínuo e o PDI é a ferramenta certa para isso.